31 de outubro de 2011

Santo, santo, santo;

Amigos, comecei a ler um livro hoje totalmente envolvente. Separei uma passagem para compartilhar, quando a lia dentro do metrô não contive as lagrimas.. é uma revelação sobre a grandeza de Deus.
(Apocalipse 4.8) Creio que muitos já fizeram esta pergunta: será que clamar santo, santo.. por toda a eternidade não seria entediante? Leia a seguir a declaração que Deus deu a Rebecca Brown:

'' Toda vez que declaram santo, santo, santo...'' elas o fazem porque acabam de conhcer algo novo a respeito da minha pessoa. Toda vez que recebem uma nova revelação sobre mim, ficam maravilhadas, cheias de temor e impressionadas que tudo que conseguem fazer é prostar-se e clamar: ''Santo!". Foi por isso que lhes lhes dei tantos olhos, para que pudessem ver mais de Mim. Por toda a eternidade escolhi dar a elas o prazer de ver sempre algo novo sobre Mim. Não há nada de repetitivo ao declararem ''Santo, santo, santo... '' Pelo contrario. Trata-se de uma reação diante de algo totalmente novo, intenso e revelador; suas declarações são completamente espontâneas. Elas se renovam e se atualizam a cada momento.''

Livro Na Fenda da Rocha

2 comentários:

Antonio Batalha disse...

Seu blog é uma bênção, li algumas coisas, e dou graças pela Graça derramada sobre si, que a cada dia continue a ser esta bênção.Aquilo que escreve seja como pão para o faminto, e água para o cansado.E que cada irmão ao ler suas mensagens seja edificado, exortado no amor derramado no seu coração, a sua alegria, paz e graça, cresçam de maneira a transbordar seu cálice, e atingir os corações.Aproveito a fazer-lhe um convite: Gostaria que fizesse parte dos meus amigos virtuais em meu blog A Verdade Que Liberta. Deixo as minhas cordiais saudações em Cristo Jesus.

Antonio Batalha disse...

Mércia Vim retribuir e seguir seu blog, tive de seguir seu blog pelo twitter, porque pelo google não consegui.Tudo de bom, assim como o fim de semana.